A Banca, a evasão fiscal e os artigos do The New York Times

O The New York Times vem publicando uma série de artigos sobre Emilio Botin, apresentado por este jornal como o banqueiro mais influente na Espanha, e presidente do Banco Santander, que têm investimentos muito pesados no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos, e Espanha. Nos EUA, o Banco Santander é proprietário do Sovereign Bank.

O que interessa ao jornal dos EUA não é, no entanto, o comportamento do banco Santander, mas do presidente e de sua família, e sua enorme influência política e sobre a mídia na Espanha. Um indicador disso é que nenhum dos cinco maiores jornais do país teceu comentários sobre esta série de artigos do mais influente diário EUA e um dos mais influentes no mundo.

Uma importante discussão de tais itens é a ocultação, por Emilio Botín e sua família, de algumas contas secretas estabelecidas desde a Guerra Civil no banco suíço HSBC. Aparentemente, essas contas bancárias teriam 2 bilhões de euros que nunca foram declarados às autoridades fiscais do Estado espanhol. Mas um funcionário do banco suíço, enfurecido com os maus-tratos de tal banco, decidiu publicar os nomes das pessoas que depositaram o seu dinheiro no banco suíço sem nunca declará-lo em seus próprios países. Entre eles estavam pelo menos 569 espanhóis, incluindo Emilio Botin e sua família, com grandes nomes da política e dos negócios (incluindo, aliás, o pai do presidente da

http://ijf.org.br/?p=366