Debate Brasil: Outro Futuro É Possível

Convite

Folder_seminario Brasil

O QUÊ ##
Debate no Fórum Social Mundial em Porto Alegre

## TEMA ##
Brasil: apesar das contra reformas e do desmonte do estado, um outro futuro é possível! Pela defesa dos direitos conquistados e por uma sociedade mais justa e menos desigual.

## QUANDO ##
23/01 (terça-feira) às 09h30min

## ONDE ##
Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas/UFRGS
Av. João Pessoa, 52 – Centro – Porto Alegre/RS

## INFORMAÇÕES ##
Telefone: (51) 3211-1555

## ORGANIZAÇÃO ##
* Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil – ANFIP
* Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital – FENAFISCO
* Instituto Justiça Fiscal – IJF

## PROGRAMAÇÃO ##

CONJUNTURA POLÍTICA, ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL

Analisar a conjuntura é o primeiro passo para organizar a construção de um novo futuro. A história recente do Brasil tem revelado o quanto ainda são frágeis os alicerces do nosso Estado Democrático de Direito. Os direitos sociais, a educação pública, a seguridade, o desenvolvimento nacional, a promoção da igualdade e até mesmo a soberania e a democracia, que pareciam consolidados na nossa jovem República, agora se desmancham frente aos diversos ataques sofridos nos últimos tempos, tornando necessário e urgente reafirmar a resistência e a busca de um outro futuro.

9:30 às 12:00

Maria Regina Paiva Duarte – diretora do IJF
Antônio Martins – jornalista, editor do site Outras Palavras
Márcio Pochmann – economista, professor da UNICAMP, presidente da Fundação Perseu Abramo
Paulo Paim – senador da República pelo RS

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: VERDADES, MITOS E FALÁCIAS, E O DIREITO À PROTEÇÃO SOCIAL

Muito se tem falado da necessidade inadiável de se fazer a reforma da previdência social. Este discurso encontra eco com muita facilidade nas mídias oficiais e nas redes sociais, repercutindo diretamente na sociedade. No entanto, são muitos os estudos e pesquisas, inclusive uma CPI do Congresso Nacional, que demonstram que esta proposta não se justifica nos números nem nas projeções. De fato, a proposta do governo parece ter sido escrita pelo setor financeiro, profundamente interessado em privatizar este setor altamente lucrativo. Discutir a previdência é muito mais do que discutir números, é discutir sobre o modelo de estado. É discutir o sobre futuro e sobre o direto das gerações futuras.

13:30 às 15:30

Floriano Sá Neto – auditor fiscal da Receita Federal, presidente da ANFIP
César Roxo Machado – auditor fiscal da Receita Federal, vice-presidente da ANFIP
Eduardo Fagnani – economista e professor da UNICAMP
Grazielle David – assessora política do INESC

PROPOSTA PARA UMA REFORMA TRIBUTÁRIA JUSTA

Se por um lado não há como construir um Estado de Bem-Estar sem recursos suficientes, ou seja, sem uma quantidade suficiente tributos, por outro, não é justo que as classes mais ricas paguem menos tributos do que as classes mais pobres, como ocorre no Brasil. Assim, a redução das desigualdades sociais, bem como a sustentabilidade do próprio desenvolvimento econômico do país depende de uma reestruturação do sistema tributário nacional, no sentido de deslocar parte da carga tributária do consumo para a renda e patrimônio, tornando-o mais progressivo, ou seja, agravando mais a renda dos mais ricos do que a dos mais pobres.

15:30 às 17:30

Charles Alcântara – auditor fiscal estadual, presidente da FENAFISCO
Paulo Gil Introíni – auditor fiscal da Receita Federal do Brasil, associado ao IJF
Pedro Rossi – economista, professor da UNICAMP
Rosa Ângela Chieza – economista e professora da UFRGS, diretora do IJF

http://ijf.org.br/?p=2978